Trabalho individualizado no Pilates

Por Rafaela Porto
Instrutora Certificada STOTT PILATES ™
Coordenadora Técnica da Pilates StudioFit CREF 04836-G/SP

 

Hoje em dia não é mais novidade que a atividade que mais individualizamos as sessões, mesmo sendo em grupos pequenos, é o Pilates. Mas continuamos a nos questionar: farei um trabalho em grupo ou individualizado?

Uma decisão que por vezes perturba quem vai iniciar a prática de Pilates, a questão é simples: custo ou preferência. Nas aulas em turma, o custo pode ser reduzido, mas depende de sua preferência; há pessoas que se sentem mais à vontade em um grupo e outras com atenção individual.

Mesmo em uma turma, que deve ser pequena, de no máximo 5 pessoas (considerando todo um formato adequado do estúdio) como indicam a maioria dos profissionais, a atenção individual é essencial, pois cada caso é um caso e em aulas em grupo geralmente procuramos deixar as turmas mais homogêneas possíveis.

O que deve ser observado é que as orientações precisam partir de um profissional qualificado, que saberá lhe conduzir desde a anamnese até a aula, especialmente quando envolvem os equipamentos.

Selecionamos alguns equipamentos “compactos” para identificar as principais características e funcionalidade de cada um para com as sessões de Pilates personalizadas:

Prancha de Molas (Foto: Divulgação/Metalife)

 

 

 

 

Prancha de Molas: é um equipamento se encontrará fixo na parede, então não precisamos de muito espaço e a gama de exercícios é a mesma disponível da lateral de um Cadillac, por exemplo. Por ser um equipamento fixo, isso auxilia o atendimento do profissional que ficará mais próximo de seu cliente sem ter que se preocupar com certas adaptações do espaço físico (estúdio) como geralmente fazemos em aulas em grupo.

Step Barrel (Foto: Divulgação/Metalife)

 

Step Barrel: algumas pessoas conhecem como Spine Corrector, excelente para pessoas altas em alguns exercícios e para certos encurtamentos, principalmente pelo equipamento ter um assento na estrutura. Nas sessões de Pilates fazemos muitos exercícios que envolvem movimentos de coluna, o Step Barrel é um dos principais locais onde realizamos esse tipo de trabalho.

Meia Lua (Foto: Divulgação/Metalife)

 

Meia Lua: conhecida também como Arc Barrel, esse equipamento diferente do Step Barrel, contém somente a curva como estrutura física, o que para alguns clientes é essencial dependendo de seus objetivos e necessidades. Utilizamos geralmente com pessoas de estatura baixa em alguns exercícios e pela curvatura ser menor individualizamos ainda mais o trabalho quando o cliente tem pontos de retificação ou pouca mobilidade na coluna.

Disco de Rotação (Foto: Divulgação/Metalife)

 

Disco de Rotação: o disco é considerado um acessório essencial no estúdio, então para todos os equipamentos você pode ter certeza de que trabalharemos com o propósito de desafios como equilíbrio, melhorando a propriocepção do cliente praticante. Podemos trabalhar com um disco ou com o par, onde a gama de exercícios pode ser maior.

Para ser um instrutor de Pilates são necessários meses de treinamento, mas ainda existem escolas que entregam licenças após um rápido final de semana de curso, por exemplo. É importante destacar que toda prática de Pilates deve ser orientada por um, a atenção individual é o que, muitas vezes, garante que os movimentos serão realizados da maneira correta, efetiva e segura.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>