Fazer Pilates é o mesmo que Musculação?

Todas as semanas, promessas das mais variadas surgem, iniciar a praticar atividade física não fica fora dessa! Uma das frequentes interrogações é a respeito do que diferencia e no que se assemelha a musculação do Pilates.

Os exercícios em uma sessão de Pilates visam a qualidade do movimento e, diferente da musculação, o número de repetições e não estão relacionados.

Não existe uma condição que diz que quem faz Pilates não pode fazer musculação e vice-versa, não tenha dúvida de que as duas modalidades se complementam, por acionarem camadas musculares diferentes de nosso corpo. Por exemplo: na musculação, o foco no geral é o fortalecimento dos músculos mais superficiais, (responsáveis pelos movimentos de grande amplitude, como o agachamento, o supino). Dentre os objetivos do treino estão, por exemplo, a hipertrofia.

O método desenvolvido por Joseph Pilates inicia o trabalho com o praticante a partir da musculatura mais profunda, como assoalho pélvico, transverso do abdome, multifídios e todos os pequenos músculos que envolvem as juntas e depois as musculaturas mais superficiais. O fortalecimento dos músculos profundos é fundamental para a constituição de uma estrutura óssea mais forte e a ênfase dada região lombo pélvica (CORE) torna a técnica excelente para quem deseja um abdômen consistente e prevenir de dores como na lombar.

Foto: Priscilla Rodrigues

A técnica explodiu no Brasil em meados de 2000 e conquistou adeptos por promover mais consciência corporal e muitas vezes por esse mesmo motivo quem acredita que os exercícios são leves, se engana. O Pilates trabalha equilíbrio, coordenação motora, além de força e resistência muscular, podendo ser um substituto para aqueles que não gostam de musculação.

Naturalmente, ambas as práticas trazem benefícios ao corpo! Agora, se você está interessado em saber se o Pilates é melhor ou não que a musculação, saiba que nenhum profissional fará qualquer afirmação deste tipo, uma vez que não existe um exercício melhor do que o outro. Terá aquele exercício que é mais indicado para seu corpo e que ajudará a alcançar seus objetivos e respeitar suas necessidades. Talvez você deverá se perguntar: “Por que está se matriculando na academia ou estúdio de Pilates?” com certeza seu Personal Trainer ou Instrutor vai te orientar para qual modalidade será a mais aconselhada para seu perfil.

Por: Rafaela Porto
CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

9 thoughts on “Fazer Pilates é o mesmo que Musculação?”

  1. Excelente materia!!
    Esclarecedora para leigos e bastante objetiva. Concordo plenamente e trago este discurso comigo no meu studio.
    Parabens!!

  2. Concordo, não podemos entrar em conflito com relação a exercicio, a pratica de atividade fisica não importa qual é benéfica temos que escolher realmente qual é a mais indicada para a situação, o mesmo vale para a relação do pilates com Fisioterapeuta ou Educador Físico temos que unir em benefício do praticante e não querer provar qual é o mais válido, sou educador fisico e não sou praticante de musculção e não é por isto que não vou recomendar musculção, já recomendei muitos alunos meus para a pratica de musculação e para a pratica de pilates com um fisioterapeuta para uma reabilitação com isto acabei ganhando uma parceria juntando as duas modalidades em benefício do meu aluno, parabéns pela matéria.

  3. Na minha opinião acho que é muito tendencioso direcionar um individuo para determinada modalidade em detrimento de outro. Sou educador físico e pratico Musculação e a a pouco tempo passei a praticar também Pilates, e vejo benefícios nas duas modalidade.

  4. Pilates,me foi recomendado pelo medico achei fantastica a recuperacao ,e Jerusa com seu carinho e to astral ajudou muito.Recomendo para todas as idades.

  5. adorei a matéria, bem esclarecedora, mas infelismente devido as minhas limitações, não sei qndo vou começar Pilates. Vai depender da minha querida teacher……. Espero q em breve

  6. Adorei a matéria, falo sempre isso para meus alunos e tenho clientes que se identificam mais com o PILATES. Studio da Lu Pilates

  7. achei boa a matéria, também sou educador físico, mas notei um equívoco onde fala que a musculação tem como foco geral músculos mais superficiais e cita o agachamento e o supino (que são exercícios compostos).

    Esclarecendo: a musculação possui 2 tipos de exercícios, compostos e isoladores.

    Os compostos tem como objetivo trabalhar múltiplos músculos e articulações e desenvolver o “core”, e por isso devem ser a base de qualquer treinamento (ex. agachamento, levantamento terra, desenvolvimento, remada curvada, etc.)

    Os isoladores aplicam-se quando o indivíduo já tem um bom desenvolvimento, e agora quer focar em determinadas regiões, isolar o músculo, portanto servem para complementar um treinamento. (ex. rosca, pulley tríceps, cadeira extensora, etc.)

    O problema é que a maioria das pessoas treina com ênfase em exercícios isoladores e praticamente não se utilizam de exercícios compostos (com excessão do supino)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>