Aumente a intensidade de suas aulas de Pilates com o princípio “Fluidez”

Por Rodrigo Nanô

Foto: Nanô Pilates

Muitos praticantes do Método Pilates gostam de aulas mais intensas, provavelmente não saibam que para atingir esse objetivo é necessário que tenham total domínio dos exercícios básicos.

A intensidade das aulas realizadas nos aparelhos pode sofrer diferentes influências, porém, a mais comum são as molas que podem facilitar ou desafiar um exercício. Uma outra maneira de intensificar uma aula é usar e abusar do princípio Fluidez tornando as aulas de Pilates mais atrativas e dinâmicas.

Fluidez no Método Pilates resulta em manter movimentos controlados ligando-os com o final do exercício e o início do próximo (transição), resultando uma aula sem pausas.

Podemos definir uma sessão de Pilates como “sistema de movimentos rítmicos e dinâmicos marcados por uma respiração adequada e realizados com controle”. Os elementos chave para realizar corretamente este princípio são: voz, ritmo e transições entre os exercícios e a respiração.

O professor deve incorporar a alma da aula e transpassar a sinergia para os alunos, incentivando até o final, pois o sucesso da aula será de sua responsabilidade.

Para aplicar esse princípio com êxito é necessário que o aluno domine as posições e o repertório de exercícios do Sistema 1 = Nível Iniciante, com PRECISÃO através do comando verbal que é a ferramenta importantíssima para dinamizar e ritmar as aulas. Esta aula mais intensa deve ser muito bem programada através dos exercícios que apresentam “técnica perfeita” a fim de colher os melhores resultados.

Contudo a Fluidez é um dos últimos princípios a serem alcançados, porque um aluno iniciante com pouco tempo de prática não seria capaz de organizar tantas ações de maneira “rápida=fluida” e sem apresentar falhas durante a execução. Sabemos que falhas sempre surgirão, mas o papel do Método Pilates é otimizar o melhor rendimento sem poupar esforço e suor. Para alcançar esse objetivo é necessário que realizem os exercícios de maneira precisa através de um controle rigoroso a cada movimento, que se inicia desde uma musculatura que estabiliza a pélvis, coluna vertebral e escapulas, concentrando-se no espaço, tempo com o movimento fluído e coordenado utilizando uma respiração completa.

Porém, se engana quem pensa que uma aula de Pilates deve ser sempre intensa. O equilíbrio de intensidade nos atendimentos é fundamental e deve ser mantido em um fluxo desafiador onde o praticante receba um estimulo que o faça voltar a aula com vontade de quero mais… garantindo a evolução de forma prazerosa.

Abaixo seguem algumas dicas de organização para suas aulas.

  1. Pré-Pilates – Os exercícios realizados na fase inicial são nomeados como Pré-Pilates. O objetivo é a ênfase no estimulo da consciência corporal por intermédio de movimentos básicos favorecendo o melhor entendimento do método ativando o corpo para a parte principal da aula respeitando os seis princípios da contrologia (respiração, concentração, estabilização, controle, precisão e fluidez).

  1. Começar a aula com a respiração específica do método. Informar sobre o primeiro e o segundo princípio que foram estimulados (Respiração e Concentração).

  2. Mobilizar e estabilizar região a cintura escapular (ombros) e cervical através de pequenos movimentos.

  1. Ativar o Power House com mobilização e estabilização da cintura pélvica (quadril) através do Imprint e posição neutra da coluna e pélvis. Ensinar o conceito da linha média (assoalho pélvico) e sua importância. Informar sobre o terceiro e o quarto princípio que foram estimulados (Estabilização e Controle).

  1. Informar sobre a importância do quinto e sexto princípio (Precisão e Fluidez).

Devemos entender que o Método Pilates não é uma série de exercícios que temos que aprender de memória. Sempre há um porque para tudo, uma progressão, uma evolução, uso do estudo durante horas, uso do manual, práticas, workshops e formação continuada, apontarão as ferramentas para ser um grande profissional.

Quanto maior a aplicação e o esforço para aprender o Método, melhor será a capacidade de transmitir o conhecimento e fazer que nossos alunos desfrutem dos benefícios do Método.

 

Compartilhe essa página com seus amigos nos links abaixo:

 

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

2 thoughts on “Aumente a intensidade de suas aulas de Pilates com o princípio “Fluidez””

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>