Pilates pode ajudar na obesidade infantil

Imagem: ClubedoPilates

 

A obesidade é uma enfermidade crônica que se acompanha de múltiplas complicações, caracterizada pelo acumulo excessivo de gordura em uma magnitude tal que compromete a saúde, explica o Consenso Latino Americano em Obesidade. Entre as complicações mais comuns está o diabete mellitus, a hipertensão arterial, as dislipidemias, as alterações osteomusculares e o incremento da incidência de alguns tipos de carcinoma e dos índices de mortalidade.

E a obesidade infantil é um tema que vem preocupando pais e profissionais de saúde no mundo inteiro, pois cerca de 10% das crianças brasileiras são obesas. O sedentarismo, em função das tecnologias que chamam a atenção dos pequenos (videogames e computador) e o papel nocivo das propagandas em que as crianças são submetidas, com todo o apelo publicitário para que consumam doces e outros alimentos com alto valor energético, acabam colaborando cada vez mais com o ganho de peso. Em função disso, os pais estão procurando métodos para a prática de atividades que colaborem com a saúde e estejam associados à perda de peso ou prevenção da obesidade. Entre os métodos, o Pilates vem ganhando destaque.

No Chile, os índices de obesidade infantil indicam um crescimento ainda maior do que os dos Estados Unidos. Em função disso, a atual política de estado desenvolve plano de contingência e material destinado a promover a vida saudável entre as crianças. Nesses planos, o Pilates está incluso, pois apresenta, já comprovadamente, benefícios para a prevenção e diminuição da obesidade infantil.

Estudo recente publicado na revista especializada “Medicina Preventiva” apontou melhoras notáveis em massa corporal, circunferência da cintura, pressão arterial e motivação para desenvolver os exercícios em um grupo de 30 meninas, de 11 anos em média, com aulas de uma hora diária de Pilates durante quatro semanas.

O Pilates diminui os efeitos do sedentarismo e a desnutrição entre crianças e adolescentes, além de criar corpos alongados, com elasticidade e mobilidade importantes, massa muscular magra, ajuda a aumentar o potencial de queima de calorias, tonifica e modela o corpo. A respiração eficiente que é exigida é essencial para a queima de gordura e regeneração dos tecidos.

O ideal também é associar o Pilates a outras atividades para as crianças, com rotinas aeróbicas, além dos cuidados nutricionais. Por isso, é importante os pais estarem atentos à alimentação dos seus filhos e incentivarem as brincadeiras de rua e práticas esportivas.

 

Fonte: ClubedoPilates

 

Compartilhe essa página com seus amigos nos links abaixo:

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

One thought on “Pilates pode ajudar na obesidade infantil”

  1. Eu amo fazer Pilates. Me deixa relaxada, mais tranquila e mais feliz

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>