Idosos: Por que praticar Pilates?

Imagem: Internet/Clara e Joseph Pilates

Se você está pensando em ter aulas de Pilates, mas tem dúvidas se você pode conseguir, pense da seguinte maneira: Joseph Pilates, o inventor do método praticava Pilates muito bem em seus oitenta anos.

Um estudo publicado na revista médica “Spine”, relatou os efeitos do exercício de Pilates no alinhamento postural em adultos com mais de 60 anos de idade. Depois de seguir um grupo de 34 pessoas que estiveram envolvidas em um programa de Pilates de dez semanas, os pesquisadores descobriram que sua postura melhorou substancialmente.

O princípio básico de Pilates trabalha o fortalecimento e alongamento dos músculos de forma equilibrada. A força do núcleo é o objetivo em todos os programas Pilates, é importante manter os músculos do núcleo fortes à medida que envelhecemos, à fim de evitar dores nas costas. Pilates também é visto como um exercício para promover uma sensação geral de bem-estar.

Os benefícios

São muitos os benefícios proporcionados pelo Pilates aos idosos: alívio da dor, principalmente as lombares, maior percepção dos movimentos, fortalecimento muscular, maior equilíbrio, aumento da flexibilidade (musculatura mais alongada), alívio do estresse, entre outros. A grande vantagem está na melhora da auto-estima do praticante, uma vez que ele consegue realizar uma série de exercícios físicos que até então, não se julgava capaz.

Mais força, maior controle muscular, melhor capacidade respiratória e melhor circulação, maior flexibilidade, musculatura mais alongada, tonificada e definida, postura mais correta, mais consciência corporal, maiores equilíbrio e coordenação, alívio do estresse, da fadiga e de dores musculares e melhor saúde das articulações são alguns dos ganhos enumerados. Tudo em benefício dos mais idosos ou de quem tem algum problema de saúde que causa limitações físicas.

Fazer Pilates não é mérito só de pessoas mais jovens. O Pilates oferece um atendimento personalizado para idosos, realizando um trabalho corporal direcionado às pessoas com limitações físicas de acordo com a idade. Se você optar por ter aulas, mas tiver algum problema médico, primeiro verifique com seu médico. Além disso, certifique-se de seu instrutor de Pilates é certificado. Tenha em mente que um bom instrutor vai oferecer sugestões para modificações exercício, e as aulas devem ser pequenas o suficiente para que a instrução individual esteje disponível.

 

Fonte: thirdage.com, ABP

 

Compartilhe essa página com seus amigos nos links abaixo:

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

7 thoughts on “Idosos: Por que praticar Pilates?”

  1. Ao ler a resposta de um profissional da área do Pilates, ele responde a uma senhora da terceira idade que é muito bom para idosos,que dentre os benefícios, está o fortalecimento do períneo, evitando assim a incontinência urinária comum nos idosos praticantes do Pilates.Fiquei sem entender. Podem me esclarecer isso por favor? Estou começando a pratica-lo e tenho 61 anos. Estou com medo. Obrigada.

  2. Maria Aparecida, a incontinência urinária pode acometer pessoas de todas as idades, mas é mais comum em idosos por alterações hormonais, anatômicas e diminuição da força muscular global (incluindo o períneo) que ocorre devido ao processo de envelhecimento. O períneo é um conjunto de músculos que sustentam os órgãos pélvicos. O Pilates atua estimulando o fortalecimento perineal (o instrutor deve sempre pedir que o aluno(a) faça uma contração como se fosse “prender o xixi”) na expiração. Isso vai proporcionar o ganho de força e resistência desta musculatura, ajudando a evitar a incontinência urinária. No entanto, se a pessoa já apresentar perda urinária involuntária, deve consultar um médico urologista ou ginecologista que o avalie e indique a melhor forma de tratamento. O pilates pode atuar como prevenção e coadjuvante na incontinência urinária. A atividade física bem orientada jamais irá provocar incontinência urinária em alguém. Espero ter ajudado. Sou fisioterapeuta especializada em Pilates e saúde da mulher. Abçs

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>