Os benefícios do Pilates para os homens 

Imagem: Internet

O Pilates volta a ter destaque entre os homens, que buscam a modalidade para fortalecer a musculatura, prevenir lesões e ajudar na prática de outros esportes.

Embora já exista há mais de 80 anos, o Pilates tem recebido muito destaque recentemente, conquistando novos adeptos a cada dia. Geralmente, os praticantes da modalidade são pessoas do sexo feminino que buscam qualidade de vida e equilíbrio entre a mente e o corpo. Porém, o mais curioso é que, inicialmente o Pilates era praticado apenas por homens.

De acordo com o treinador da Stott Pilates e Pilates StudioFit, Tim Fleisher, apesar da modalidade não causar hipertrofia, motivo pelo qual os homens optam pela musculação, o Pilates fortalece e define a musculatura do corpo, além de prevenir lesões, o que o torna um ótimo aliado a outras atividades físicas.

“O Pilates é muito importante para quem pratica diversas atividades físicas, pois protege e fortalece os músculos que envolvem as articulações, permitindo movimentos mais eficientes e seguros”, diz Tim.

Além disso, a musculação pode sim, ser substituída pelo Pilates. Segundo o treinador, basta o professor adequar as aulas de acordo com os objetivos dos alunos. Para otimizar ainda mais as aulas masculinas, os exercícios devem visar mais o quadrante superior e atividades que desafiam a força e a resistência muscular.

As aulas de Pilates para homens têm a mesma duração das demais: 60 minutos em estúdio e 45 minutos o matwork. E os exercícios realizados não diferem do repertório já existente, mas contam com mudanças de alavancas e de amplitude que intensificam bastante o trabalho.

 

Fonte: ativo.com

 

Compartilhe essa página com seus amigos nos links abaixo:

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>