Como identificar problemas posturais

Uma característica própria dos recém-nascidos é a forma de sua coluna vertebral. Quando éramos pequenos, nossa coluna era perfeitamente reta, e as curvaturas cervical, dorsal e lombar só apareceriam conforme nos tornássemos capazes de sustentar a cabeça, sentar e ficar em pé.

Ao longo da vida, no entanto, nossa coluna passa por transformações que desenvolvemos por conta dos maus hábitos que adquirimos e que acabam nos levando a sérios desvios posturais – o modo como nos sentamos em frente ao computador e a televisão; carregar mochilas pesadas; falta de exercícios de alongamento… Estas atitudes podem desencadear muitos problemas de saúde, tais como dores nas costas, enxaqueca, tensão muscular, fadiga e até mesmo estresse.

“Postura incorreta significa que seu corpo está fora de equilíbrio” diz a osteopata Anne Cooper do Centro Osteopata Newton, em Sidney. “Esse desequilíbrio quer dizer que seus músculos e seu corpo estão trabalhando muito mais que o necessário, gerando perda de energia e podendo levar a doenças.”
Mas o que é a má postura? Existem dois extremos denominados “postura excessivamente relaxada” e “postura rígida”.

Se você costuma trabalhar numa mesa de escritório é bem provável que você tem uma postura excessivamente relaxada: ombros curvados para frente, peito cavado e barriga saliente. As conseqüências disso?  Uma respiração superficial, músculos atados na parte superior das costas, e tensão induzida por dores de cabeça.
No outro extremo da escala da má postura, temos a postura rígida. Quando a curva da sua coluna vertebral é exagerada, seu peito sobressai. As consequências disso são dores, tensão na parte inferior das costas e no pescoço, e, a longo prazo, uma espinha deteriorada.

E qual é a definição de uma boa postura? “É quando você é capaz de se levantar com os pés juntos e o seu peso uniformemente distribuído, sua pélvis, pescoço, espinha e cabeça em linha reta, mas não rígida” diz Anne.
Assim como o Pilates, existem muitas maneiras de atingir a postura perfeita. Pratique exercícios, atente-se a sua coluna e melhore sua qualidade de vida.

Fonte: http://www.pilates.net

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text