2014_02_0061-IMAGENS-RP-NOVO-SITE_respire-bem-Site

Respire bem

Uma pesquisa divulgada pela Organização Mundial de Saúde, a OMS, aponta que 70% da população mundial respira de maneira inadequada, prejudicando não apenas o sistema respiratório, mas também toda a estrutura óssea facial, inclusive os dentes.

Uns inspiram mais pela boca e expiram pelo nariz, outros o contrário.

O Pilates pode ser um excelente meio de corrigir este mau hábito. “No Pilates você aprende a reeducar sua respiração da maneira fisiológica e correta”, conta o fisioterapeuta Fabrício Durço Cardozo. Dependendo da solicitação do instrutor e dos objetivos, são realizadas respirações bem profundas. “O certo é sempre, no decorrer dos movimentos, soltar o ar lentamente com a boca aberta, sem esquecer-se de ativar o Power House, visando a uma melhora na postura, consequentemente” explica Fabrício.

Inspiração e expiração corretas conseguem ativar o centro de força do pilates e fazer o que o centro respiratório do corpo trabalhe efetivamente. “Dependendo do objetivo, são realizadas respirações em um ou dois ciclos, mas sempre solicitando a ativação do centro de força do pilates com a expiração, pois se torna o trabalho muscular mais efetivo e, no próximo ciclo, promove-se uma oxigenação do tecido mais significativa e uma troca gasosa mais eficaz”, orienta Fabrício.

Para as pessoas que sofrem de desvios posturais, o Método Pilates promove a conscientização adequada da postura, fazendo com que o aluno seja capaz de compreender seu próprio corpo. A respiração possui um papel fundamental neste processo. “Respirando devidamente na execução dos exercícios, principalmente naquelas que envolvem mobilização vertebral, o indivíduo terá auxilio em sua correção postural, na tentativa de colocar as vértebras sem seu devido lugar, juntamente com os outros comandos e a ativação do Power House. Ao ativar o centro de força, juntamente com a tonificação do abdome, consegue-se a melhora da postura.”

Outra vantagem é que a prática de atividades físicas ajuda a aliviar dores crônicas, por promover a eliminação de endorfina no corpo; com isso, a pessoa passa a se sentir mais disposta e consegue uma resposta fisiologicamente mais positiva. “Por ser uma técnica com vários benefícios ao mesmo tempo, desde o alongamento à correção postural, estimulando sempre o centro respiratório, tem-se respostas significativas em se tratando de bem-estar, liberação do estresse e qualidade de vida, já que a expiração é bastante solicitada no decorrer dos movimentos”, observa Fabrício.

Se você possui algum desvio postural, procure um profissional habilitado e tente se desprover de maus hábitos no trabalho e no seu cotidiano.

Fonte: Revista Oficial de Pilates

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>