Dores nos pés e o Pilates

Dores nos pés e o Pilates

Existem vários fatores que podem ocasionar dores na sola do pé. Desde um sapato desconfortável, apertado ou de solado muito duro, até problemas do nervo ciático, falta de alinhamento, joanete, proeminência da região dos metatarsos, neurôma de Morton*, metatarsalgia, etc.

Muitas dessas dores podem ser aliviadas pelo simples uso de palmilhas e uso de calçado mais confortável, porém existem aquelas dores que parecem não existir nada para aliviar. São as relacionadas a posturas pobres, falta de alinhamento das pernas e inflamação do nervo ciático. Muitas dores surgem pela má distribuição do peso sobre a sola, e pelo acúmulo de tensões em certos pontos do pé, ocasionando pinçamento de nervos.

A reflexologia e a terapia craniosacral vão trazer alívio e ajudar na liberação desses pontos tensos. Até uma massagem podal poderá minimizar a dor, porém muito cuidado ao receber massagens quando o pé estiver em estado agudo de dor. Isso poderá ocasionar um inchaço e aumento de dor, agravando a inflamação. Nesses casos eu costumo aconselhar a aplicação de compressa de gelo por 12 minutos.

Eu fui técnica de ginástica olímpica e costumava saltar descalça em chão duro e gelado, foi nessa época que surgiu essa inflamação entre os metatarsos (metatarsalgia), a ponto deu ter que engessar o pé, pois não aguentava de dor (ao massagear ele virou uma bola de tão inchado e inflamado). Após anos de melhoras e reincidências, aprendi que:

- Devo evitar caminhar descalça em pisos gelados e duros;
- Sapato de salto alto é meu maior inimigo;
- Palmilhas de gel são sempre bem vindas
- Se eu quiser correr devo começar gradualmente para o meu pé acostumar, e evitar pisos duros, de preferência utilizar a grama ou terra batida;
- Quanto mais macio o solado do calçado, mais vou poder andar;
- Quando meu pé está cansado devo massagear o arco do pé com um rolo, garrafa, bola ou qualquer outra coisa cilíndrica para tirar esta tensão, desde a borda do calcanhar até a borda dos metatarsos;
- Se inflamar devo evitar caminhar e fazer compressas de gelo até que o estágio de dor aguda passe;
- Se acontecer deu abusar, por precisar usar um salto alto para uma festa ou caminhar demais, antes de deixar o pé inflamar eu já faço a aplicação da terapia craniosacral para que a tensão acumulada seja minimizada e a dor não volte.

Caso o seu problema seja relacionado a problemas de Postura e falta de alinhamento, o Pilates poderá auxiliar no realinhamento da coluna e extremidade inferior. É importante que seja trabalhado também a sua forma de pisar e caminhar, para que haja uma melhor distribuição do peso do corpo sobre os pés. O fortalecimento do tronco e melhora de flexibilidade, assim como o aumento de mobilidade de coluna poderão ser fatores decisivos na cura da dor do seu pé.

*Neurôma de Morton é, numa explicação mais simplificada, o pinçamento do nervo perto dos dedos (3a para 4a falange). A cirurgia pode ser uma forma de tratamento (neurectomia), porém, como eu penso que cirurgia deve ser sempre a última alternativa, acredito que você deveria tentar o tratamento através da terapia Craniosacral. Eu já obtive muitos casos de sucesso através da aplicação dessa terapia em diversas dores plantares.

Autora: Tatiana Matsuo
Fonte: CTC Tati Pilates

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

One thought on “Dores nos pés e o Pilates”

  1. Oi, pessoal! Achei muito interessante esta matéria sobre a ajuda que o pilates pode oferecer às lesões nos pés. Conforme citado na matéria, o uso das palmilhas (http://ow.ly/2Z52m) também podem oferecer um bom resultado e diminuição das dores.

    abs,
    Bruna

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>