Pilates: Você também pode fazer!

Pilates: Você também pode fazer!

Assim como publicamos exemplos de celebridades que adotaram o Pilates para a melhora na qualidade de vida, resolvemos também trazer exemplos de pessoas “comuns”, de idades, profissões e origens diferentes, que reconhecem a prática de Pilates como fator determinante na melhora da saúde e qualidade do dia-a-dia.
A primeira entrevista é com um consultor de empresas e planejamento estratégico, professor universitário aposentado. Hoje com 67 anos de idade, pratica Pilates há 5 anos, semanalmente. Confira a entrevista e inspire-se!

1- Como e quando surgiu a vontade de praticar Pilates?
Por problemas de coluna, recomendaram-me Pilates.

2- Com quantos professores já teve aula? Qual a característica que o fez gostar mais de um ou de outro?
Tive 4 professores, todos fisioterapeutas, cada um com suas características próprias. Um deles era repetitivo e não relacionava os exercícios com conhecimentos de fisioterapia. Aprecio a variedade e diversidade de exercícios. Uma hora de aula passa rápido.

3- As aulas são realizadas com os aparelhos, somente solo ou ambos?
Todos professores adotam aparelhos e/ou solo. Dois deles preferiam solo. Esta postura provocou a mudança de professor. De qualquer forma, a prática do Pilates é bem melhor que em academias tradicionais. No Pilates, o professor atende uma ou duas pessoas, tendo condições de corrigir de imediato todos os erros cometidos. Os praticantes de Pilates saem da sessão sem dor.

4- Quais eram suas queixas antes de começar a praticar Pilates e quais as melhoras que reconhece hoje?
Minhas queixas foram com o decorrer do tempo: coluna, pescoço duro, postura, ombro, dor no joelho direito, etc. Todos problemas foram resolvidos pelo Pilates.

5- Observou melhoras na qualidade de seu sono e disposição diária?
Concordo. Houve melhoria na qualidade do sono. Após caminhadas diárias, sentia dores na coluna. O fisioterapeuta recomendou-me mudança de postura de ombros e deu certo.

6- Poderia afirmar que a prática assídua de Pilates mudou sua rotina? Qualidade de vida?
Em determinado momento, passei a sentir dores no joelho direito, especialmente, quando usava escadas ou rampas. Exercícios para fortalecimento da musculatura do joelho e/ou medicação eliminaram a dor sentida.

7- Que hábitos saudáveis passou a adotar após o contato frequente com a prática?
Aprendi a levantar-me corretamente da cama, do chão. Aprendi, também, a levantar peso. Em suma, assimilei um manual de instrução e estou cumprindo religiosamente.

8- Para o senhor, praticar pilates é…
Viver a vida. Sinto falta, quando deixo de praticar por motivo de viagem prolongada.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

2 thoughts on “Pilates: Você também pode fazer!”

  1. Adorei essa idéia de colocar pessoas “comuns” e suas queixas… e como o Pilates pode interferir em suas vidas!

    É um modo de aproximar o método cada vez mais das pessoas que mais necessitam. Mostrar que todos temos algo em comum e que não precisamos conviver com a dor o tempo todo!

    Afinal de contas, todos somos vítimas da Lei da Gravidade. O que difere é o quanto nos conscientizamos de que temos FORÇA para lutar contra ela, preservando e prolongando o que temos que unico: o prazer pela busca da felicidade… A vida!

  2. Pingback: Körper

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>