Discopatia degenerativa com qualidade de vida, praticando Pilates

Discopatia degenerativa com qualidade de vida, praticando Pilates

Entre as vértebras da coluna vertebral se encontram discos intervertebrais fibrocartilaginosos, os quais absorvem impactos, diminuem o atrito e proporcionam suporte estrutural para a coluna. Essa função amortecedora do disco o submete a constantes pressões, podendo levar a um desgaste: degeneração discal ou discopatia degenerativa. Fatores como o envelhecimento, lesões repetitivas e a carga genética tmbém contribuem a esse desgaste.

Como os discos possuem um escasso suprimento sangüíneo, não há capacidade de regeneração. Os discos nessas condições, sofrem rupturas internas, conduzindo a uma diminuição do espaço discal intervertebral. Assim, é possível que os nervos sejam pinçados e sofram compressão gerando dor na coluna irradiada para os membros. Esta dor pode variar de leve, severa e debilitante. E pode ser aliviada quando assumimos uma posição que diminui a pressão sobre os discos.
É comum a perda da capacidade de amortecimento pela redução na altura e pelo endurecimento das estruturas discais.

O tratamento não cirúrgico pode incluir medicação, fisioterapia e métodos para tratamento da dor. Caso esses não melhore o quadro do paciente, o médico pode indicar a cirurgia.
Também em casos de discopatia degenerativa, o PILATES tem sido bastante indicado por médicos e elogiado pelos praticantes. Pois, trata-se de um método que atinge o objetivo do aluno de forma efetiva e segura, se baseando na respiração simultâneo aos músculos centrais do corpo, que promove estabilização e proteção às articulações, como a coluna vertebral; e no equilíbrio muscular. Então, o aluno terá alívio e controle das dores, pois a coluna estará bem estruturada devido ao reforço muscular da região e ao condicionamento postural. O praticante de PILATES normalmente tem uma ótima qualidade de vida, pela disciplina da prática, consciência corporal e finalmente pela estabilização do quadro doloroso.

No FLEXUS PILATES, os alunos tem apresentado excelentes respostas ao método. Além da ênfase nas trações (com precauções de caso para caso), os exercícios de alongamentos e força são prescritos com muita cautela, analisando cada indivíduo, pois além da patologia em questão, há várias outras especificações individuais do aluno que devem ser respeitadas e consideradas para um resultado concreto e prevenção de novas lesões. As informações e educação do aluno para as atividades da vida diária também são focadas. Métodos como calor local, o ultrasson, tens, etc podem ajudar na analgesia.

Fonte: Flexus Pilates

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

9 thoughts on “Discopatia degenerativa com qualidade de vida, praticando Pilates”

  1. Bomdia,por favor podem me dizer o que significa listese anterior de Jungerhans.(principalmente o termo Jungerhans)

  2. TENHO DISCOPATIA DEGENERATIVA NA CERVICAL,E O MEDICO DISSE DIANTE DA MINHA RESSONANCIA,QUE CORRO O RISCO DE FICAR PARAPLEGICA,ISSO E VERDADE????SINTO DORES DE CABEÇA MUITO INTENSA.POR FAVOR PRECISO DE RESPOSTA.

  3. Também tenho discopatia degenerativa, e já fiz uma cirurgia de hérnia de disco na lombar. Agora estou sentindo muita dor na coluna cervical, e irradia para o meu braço esquerdo. O médico disse que minha situação é preocupante, já que minha coluna tem idade relativa a de uma pessoa de 70 anos (tenho 45 anos). Vou começar mais uma batalha, porque não foi fácil, Mas vencí o problema na lombar(já fazem 8 anos que operei e sarei). No seu caso, é importante que vc procure otros neurologistas pra que tenha mais pareceres. Vai possibilitar assim, chegar mais próximo possível do diaguinóstico. Não se despere. Boa sorte!

  4. Eu tambem sofro com problemas da coluna, ha varios anos, como passei de medico em medico, e so me passavam analgesicos e anti inflamatorios, o problema cresceu, em 2005, deixei o trabalho e corri em busca de resposta para minhas dores de cabeca, dores nos membros e paralizacao de meus movimentos, dai descobri, hernea cervical e lombar, tendinite no braco direito, epicondilite nos cotovelos, esporoes nos dois pes, neuroma de norton no pe esquerdo, e principio de tunel do carpo nos bracos, pois bem, sobrevivi.
    Fui afastada do emprego por 3 meses, fiz fisioterapias, tomei remedios, e recorri para o amparo do INSS, mas esse nao reconheceu minha doenca do trabalho (LER), mas nao desanimei, por fim, as dores nao me deixavam em paz, caminhando pela rua , uma visinha me viu andando que nem uma ansia, soube do meu caso e me recomendou acupuntura, dai, conheci o metodo de tratamento, criei disposicao, fui melhorando , aos poucos deixando de tomar remedios para dores, tomando florais de bah, e me recondicionando a minha situacao, deixando de fazer certos movimentos, e me limitando eu mesma a certas movimentacoes, dai, ate hoje eu me cuido com acupuntura e fisioterapia, continuo com o problemas, mas menos acentuado, no momento a minha cervical deu sinal de problema, quando tentei me exercitar com hidroginastica, mas bastou um movimento no pescoco e nos bracos, para iniciar o problema, bem o que eu quero dizer pra quem esta passando por isso, nao desanime, procure medicos conscientes a sua queixa e adeque o tratamento eficaz,mas o mais importante, é deletar o que provoca este mal, se afaste pelo menos, nao insista porque o problema ja esta instalado, mas somos nos que sabemos o que nos faz bem, e isso, é muito importante para nossa saude fisica e mental.
    Nao deixem de experimentar todos os recursos que estao dispostos para a saude, pois se existem, é porque dao certo, basta voce experimentar e se sentir bem.
    Abracos e boa sorte a todos.

  5. O Pilates é um método muito elogiado pelos médicos neste sentido, pois ajuda a estabilizar e proteger as articulações, como a coluna vertebral; além de fortalecer os músculos. As técnicas de respiração trabalhadas no Pilates também ajudam a amenizar as dores.

  6. Amiga Dayse, Também descobri a discopatia degenerativa na cervical e na lombar. Após anos fazendo apenas o raio-x só acusava que eu tinha escoliose e osteófitos(bico de papagaio). Fui diagnosticada com depressão, fibromialgia, dores por conta do estresse e nenhum médico solicitava um exame mais detalhado.Até que eu mesmo tomei a iniciativa de sair trocando de médico até que ele fizesse o que eu queria que era solicitar uma ressonância magnética do quadril, da cervical e da lombar, pois meu corpo doia por completo…eu dizia QUE PARECIA QUE OS MEUS OSSOS ESTAVAM SE DESMANCHANDO…Fica difícil sentir vontade de viver. Sinto choques no corpo, dores no bumbum que às vezes parece que vou cair. Descobri que tenho desidratação em alguma juntas, abaulamento discal, bursite no quadril, derrame..
    Sinto que a hidroginástica piora as dores porque os movimentos são muito rápidos. O ideal é buscar o PILATES e se der para fazer os tratamentos alternativos com acupuntura, shiatsu, massagens relaxantes, fica mais fácil seguir a vida…Não vamos desanimar porque tem gente bem pior..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>