Pilates no Tratamento e Prevenção da Síndrome do Piriforme e dor Ciática

Pilates no Tratamento e Prevenção da Síndrome do Piriforme e dor Ciática

A Síndrome do Piriforme é uma irritação do nervo ciático devido à sua compressão pelo músculo piriforme na sua saída da pelve para a região glútea. O nervo ciático passa debaixo do piriforme, mas em algumas pessoas ele passa através dele, aumentando a probabilidade para ocorrer a síndrome. Se esse músculo, sofrer uma tensão, espasmo, encurtamento ou hipertrofia, o nervo ciático poderá ser comprometido. Entretanto, deve-se ficar alerta para o fato de que o desequilíbrio pélvico pode ser responsável por um desequilíbrio entre os rotadores internos e externos.

O piriforme é um pequeno e profundo músculo em forma de pêra que se origina na superfície pélvica do sacro (porção final da coluna) e conecta-se no trocanter maior do fêmur (osso da coxa). Sua principal função é promover a rotação externa da coxa ou mover a mesma lateralmente, função estas, realizadas com o auxílio de outros cinco músculos localizados na parte profunda do quadril, sob os glúteos. São os músculos rotadores.

O nervo ciático é o maior nervo do corpo, emerge da pelve em direção à região posterior da coxa e passa por entre esses músculos rotadores.

A síndrome do piriforme causa dor profunda na superfície posterior do quadril e nádega, dormência e formigamento em direção às pernas e lombalgia.

O paciente pode apresentar aumento da dor ao caminhar, correr, aos movimentos de rotação lateral do quadril, durante os movimentos de sentar e levantar, ao ficar em pé.

É comum em esportes que envolvem corrida, mudança de direção ou descarga de peso excessiva. Corrida em terrenos duros ou irregulares, subir escadas, atividades que exijam muito agachamento e uso de calçados inapropriados para o tipo de pisada ou gastos demais também podem auxiliar no desenvolvimento da dor. O excesso de exercícios que enfocam os glúteos conduz a um aumento rápido e exagerado dos glúteos podendo causar compressão do nervo ciático e inflamação (neurite).

Ficar sentado por longos períodos, principalmente com a coxa em rotação externa diminui o fluxo sanguíneo para a região do músculo e altera a fisiologia do piriforme (e dos músculos próximos à ele também) provocando o encurtamento. A falta de alongamento irá contribuir para que a musculatura envolvida tencione ainda mais e piore os sintomas.

O tratamento pode abranger medicamentos analgésicos, antiinflamatórios e relaxantes musculares sob prescrição médica, injeção local de anestésicos e corticosteróides, repouso, cirurgias nos casos mais graves e sem melhora com tratamento clínico por período prolongado.

O PILATES pode agir tanto na prevenção como no tratamento desta síndrome.

A prevenção pode ser feita através de um programa de exercícios individualizados que envolvem, sobretudo, alongamentos dos músculos glúteos, rotadores internos e externos do quadril; mobilização de quadril e membros inferiores.

Já a ação do PILATES no auxílio do tratamento desta síndrome, trata-se de uma reabilitação com o objetivo de permitir o retorno ao esporte e as atividades da vida diária de forma segura e efetiva. São focados os movimentos, força e flexibilidade dos membros inferiores, exercícios de transferências e que simulam o caminhar, o trote, a corrida, mudanças de direções e saltos; sempre adaptados à individualidade do indivíduo, objetivo, e no caso de atletas e esportistas, à especificidade da modalidade.

fonte: www.flexuspilates.com.br

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

13 thoughts on “Pilates no Tratamento e Prevenção da Síndrome do Piriforme e dor Ciática”

  1. ENTREI NO SITE A PROCURA DE CURA P UMA DOR COM DIAGNOSTICO DE SINDROME DO PIRIFORME
    JA FIZ VARIOS TRATAMENTOS E NAO MELHORO..ENTAO VOU AGORA TENTAR O PILATE…JA FAZEM 4 MESES..
    SE PUDER INDICAR ALGUM COM BOM CONHECIMENTO NA REGIAO SUL DE SC FICO GRATA.

  2. tenho 48 anos e há 3 anos quebrei o pé. A partir daí não parei de sentir dor no pé. Já fiz muitas seções de fisioterapia, tomei remédios e nada adiantou. A dor só tem aumentado. Passei a ter pisadas erradas por causa da dor do pé. Agora sinto dor também no outro pé e uma dor horrível vem descendo da nádega para a perna. Não posso ficar sentada por mto tempo pois não aguento de tanta dor. Costuma doer também nas articulações do osso femur com a nádega a ponto de não aguentar nem andar. Será que estou sofrendo de dor ciática? O Que devo fazer? Qual médico procurar?
    Por favor me ajudem, pois sinto muita dor.

    Obrigada

    Marilene

  3. Estou sentindo exatamente o que esta descrito aqui. Meu esporte eh caminhadada por 7 km 3 X por semana e adoro salto alto. O medico exigiu que eu parasse de usar salto, o que pra mim, eh um sacrificio, pois adoro um salto. Estou em tratamento clinico e fisioterapico ha um mes e ainda não vi nenhuma melhora. Continuo no aguardo. Obrigada pelas informacões. O problema eh que sinto nos dois lados e esta dificil pra eu dormir.

  4. Gostaria de saber se mal postura ao sentar-se pode causar problemas sérios no músculo periforme.

    Pois minha cadeira do trabalho nunca esta do mesmo jeito.

    Comecei a sentir dor devido a posiçãi da cadeira de trabalho.

  5. Comecei a sentir dor devido a posição da cadeira de trabalho.
    tem alguma coisa com postura ao sentar-se?

  6. Gostaria de saber, qual é o exercício mas adequado e recomendado para dor no músculo piriforme.

    qual a prevenção orientada.

  7. em casos mais graves, ou quando o estado de dor ja é cronico, quanto tempo demora a reabilitacao do fisioterapeuta ‘??

  8. Olá, Aguinaldo!
    É muito difícil precisarmos o tempo que demora a reabilitação, pois primeiro é necessário verificar a causa da ciatalgia. Quando a dor começa a se manifestar, o ideal é que a pessoa procure um ortopedista. Através de exames clínicos, tomografia ou ressonância magnética, ele vai se certificar qual é a causa dessa dor e, deste modo, indicar o tratamento correto. Abraço!

  9. Tenho os mesmos sintomas descrito sobre sa dores do nervo piriforme, estou fazendo um tratamento com um OSTEOPATA em breve falo o resultado.

  10. alias eu tou com minha perna esqueda atrofiando da parte do gluteo ate a pantorilha tou muito assustada pos eu sinto muita dor na regia do gluteo e queima muito tenho muito medo de que ele diminui todo o que posso fazer essa atrofia vai ter cura ou nao

  11. eu queria saber se o nervo piriforme pode causar atrofia muscular

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>