Tônus muscular com Pilates

 Tônus muscular com Pilates

Se você é do tipo de pessoa que não gosta de praticar exercícios, provavelmente seus músculos não estão tonificados como deveriam estar. Muitas pessoas não se dão conta disso, mas quando os músculos não estão bem, não só o nível de fortaleciemnto diminui, mas o corpo aparenta maior flacidez.

Felizmente, tonificar os músculos não é tão difícil quanto se imagina, ainda mais com o Pilates. Embora o pilates não tenha se tornado imediatamente popular quando introduzido no mercado, hoje o método já difundido tem apresentado inúmeros progressos ao longo dos anos.

Mais e mais pessoas praticam Pilates com programas de tonificação muscular e recondicionamento físico. De acordo com pesquisas realizadas, só nos Estados Unidos, mais de 14 milhões de pessoas praticam regularmente Pilates. E a maioria dos praticantes afirmam que o Pilates tornou suas vidas mais saudável e produtiva.

Diferente de outros tipos de treinamento de força, que requerem exercícios pesados em equipamentos de musculação, o Pilates trabalha de forma que a mente conduza seus músculos. O pragrama do Pilates dá ênfase nos músculos do centro do corpo, o core, criando um equilibrio com a respiração para alinhar a coluna ao dorso.

O objetivo da prática é criar uma harmonia entre a mente e o corpo para promover a melhora da saúde e do condicionamento físico.

Os exercícios de tonificação contam com uma série de acessórios utilizados como bolas, flex band, fitness circle, além dos equipamentos tradicionais. O leque de opções para trabalhar o Pilates permite escolher qual a melhor maneira para cada indivíduo.

Experimente!

 fonte: http://www.nutritionweightbeauty.com/pilates

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

One thought on “Tônus muscular com Pilates”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>