Pilates: movimento para nossa saúde articular

Pilates: movimento para nossa saúde articular 

A base de nossa estrutura corporal são nossos ossos e o que permite a execução de movimentos são as conexões entre eles. As regiões aonde dois ossos se conectam são chamadas juntas ou articulações.

Sílvia Gomes, educadora física e especialista em Biomecânica, explica:

“Essas regiões de contato são envolvidas por uma cápsula articular e ligamentos que as mantém coesas. Os ligamentos e a forma da articulação decidem qual será seu potencial de mobilidade.

A extremidade dos ossos é recoberta por cartilagem, um material lubrificado resistente à pressão. Entre essas superfícies que se conectam forma-se a cápsula que é internamente banhada pelo líquido sinovial. A cartilagem e a sinóvia garantem que o deslizamento entre os ossos seja praticamente livre de atrito.

Quando sentimos nossas articulações rígidas geralmente não é devido propriamente ao seu estado, mas à rigidez / encurtamento de nossos músculos.”

As articulações podem se tornar inflexíveis por decorrência de doenças, como o reumatismo ou a artrite. E nestes casos, o Pilates pode ajudar não só proporcionando alívio, como excelente coadjuvante no tratamento preventivo.

“É importante que utilizemos várias possibilidades de movimento procurando explorar situações que não são comuns no nosso cotidiano, utilizando grandes amplitudes de movimento”, afirma Sílvia.

Por isso a importância de incluirmos em nossa rotina as atividades físicas para que alimentemos nosso corpo também com “movimento”. A prática de Pilates é perfeita para isso, com movimentos suaves, porém profundos, respeitando o limite de cada indivíduo.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>