Pilates: um aliado na relação sexual

Pilates: um aliado na relação sexual  

Na hora de pensar em uma atividade física, associamos a ela nossa saúde e auto estima, sempre focados no físico.
Mas, além desses benefícios, os exercícios podem ser a ajuda para apimentar a relação a dois. O pilates é um ótimo aliado para melhorar o desempenho sexual. Por trabalhar especialmente os músculos da região pélvica (ou do quadril), os exercícios tendem a deixar os praticantes com mais disposição para o sexo.

Segundo a fisioterapeuta Daisy Chaves, diversos fatores contribuem para isso: o desenvolvimento da capacidade respiratória; maior capacidade de concentração; aumento da resistência, da força e da flexibilidade corporal; e redução de dores como as das costas, por exemplo.

“A força que o pilates dará aos músculos da região abdominal e da pelve, muito usados durante a relação sexual, ajuda na sustentação e na durabilidade do ato sexual”, afirma a fisioterapeuta.

Algumas mulheres sofrem com o relaxamento da musculatura pélvica após a gravidez ou no período da menopausa, o que pode reduzir o prazer durante a relação. Esse problema pode ser corrigido com exercícios de pilates focados no fortalecimento dessa região.

O resultado é um maior conforto e prazer durante o ato sexual. Além disso, com a liberação da serotonina (substância liberada ao praticar atividade física e que está ligada ao humor e ao prazer) há uma diminuição do estresse, que pode ser o maior inimigo na hora H.

“A substância propicia uma sensação de bem-estar que certamente contribui para deixar a pessoa mais sensível aos estímulos sexuais”, explica Daisy.

Os movimentos de abrir e fechar a perna e o de empurrar e encaixar os quadris feitos no pilates trabalha com o períneo e os adutores, os mesmos usados nas posições sexuais. Fortalecer essa musculatura só pode ajudar a melhorar a desempenho na da relação a dois.

“Há certas posições sexuais que exigem sustentabilidade dos músculos abdominais e dos braços, tanto para mulheres, quanto para os homens. A força proporcionada pelos exercícios do pilates evita, inclusive, as dores no dia seguinte”, aconselha Daisy.

Fonte: http://saude.terra.com.br/interna

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

One thought on “Pilates: um aliado na relação sexual”

  1. Sou praticante de Pilates há 08 meses, e posso atestar o quanto é verdadeira esta matéria. Constumo dizer pra minha fisioterapeuta (Melissa Nogueira), e atraves do Pilates e do trabalho que ela vem desenvolvendo especificamente pra mim, descobri o meu ponto “G”, risos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>