Faculdade em Rondonia destaca treinamento com Pilates

 Faculdade em Rondonia destaca treinamento com Pilates

Os exercícios do Método Pilates, quando bem aplicados, proporcionam importantes benefícios às pessoas que o praticam. O método é indicado ainda para o tratamento de lesões, muito freqüente nos que utilizam o corpo de forma mais intensa, a exemplo dos atletas.

A professora Ana Paula Rubira, coordenadora da Clínica de Fisioterapia da Faculdade São Lucas, salientou que é preciso buscar orientação com profissionais bem treinados, cuja formação aborde benefícios, indicações e contra-indicações para as diversas populações, além de progressões e regressões para cada exercício.
 
A prática do Método Pilates é recomendada para todas as pessoas com idade dos 12 anos porque o objetivo da técnica é a progressão individual, sendo também indicada para grávidas, idosos, pessoas sedentárias, atletas, bailarinos e, como toda prática de atividade física, ela deve ser bem recomendada.

Segundo Ana Paula, a concentração e a precisão são priorizadas durante toda a prática. “A precisão é o grande diferencial porque dela resulta a eficiência, ou seja, o mínimo de dispêndio energético possível e necessário para atingir o máximo de resultados”, observou a especialista, acrescentando que para a prática de Pilates as pessoas devem procurar sempre um fisioterapeuta certificado pelo Método. 

Fonte: www.rondoniaovivo.com

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

5 thoughts on “Faculdade em Rondonia destaca treinamento com Pilates”

  1. Não acho interessante referir que a prática do método pilates deve ser ministrada somente por fisioterapeutas.
    Sabemos que profissionais da área da Educação Física são tão aptos quanto os fisioterapeutas. Devemos destacar que educadores físicos possuem na grade curricular do curso de graduação discplinas como ” Aprendizagem motora” “Didática de ensino” entre outras que formam profissionais realmente capacitados a ‘ENSINAR” ,sendo um requisito fundamental para a ministração de aulas para que seja possível identificar quando progredir ou regredir, refinar movimentos e aplicar princípios no momento ideal.
    Um outro ponto que não posso deixar de comentar é a capacidade do profissional de educação Física em elaborar programas onde é considerado a questão dos principios do treinamento onde deve-se respeitar a individualidade para ganhos de capacidades físicas.
    Fiquem atentos a estas questões.
    Obrigada

  2. Tanto educadores físicos, quanto fisioterapeutas estão aptos a ensinar o método Pilates, desde que formados na técnica.
    A reportagem publicada no dia 26 de maio não limita a prática a um ou outro profissional. Mas como o foco da reportagem é sobre o pilates na fisioterapia, a entrevistada apenas salientou que, ao procurar o pilates para esse fim, melhor buscar um fisioterapeuta.

  3. Sou leitora assídua do Revista Pilates e posso testemunhar que o site sempre trouxe artigos destacando a atuação do pilates em diversas áreas, desde educação física, fisioterapia, terapia ocupacional e treinamento funcional. E também penso que o artigo de ontem não limita a prática do método ao fisioterapeuta. A entrevistada apenas adverte para procurar um bom fisipoterapeuta quando o objetivo for fazer pilates para reabilitação orientada.

  4. Não encontrei no texto citações referente a prática voltada a questão terapeutica, portanto a reportagem não foca o pilates na fisioterapia, ao contrário, diz que todas as pessoas que desejam praticar o método (idosos, sedentarios, atletas…) devem procurar profissionais da área da Fisioterapia. Vejam se não tenho razão!

  5. Olha, acredito que a reportagem fala de lesão e a profissional em questão é uma fisioterapeuta e coordenadora de uma clínica. Então não precisa ser nenhum expert para perceber que ela está direcinando à prática terapêutica. Então leitora acima, não se sinta ofendida quando a mesma cita a procura por um fisioterapeuta. Fique ais tranquila com relação a isso. E parabéns para a profissional em destaque. Gostei da reportagem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>