Pilates na prevenção de quedas em idosos

Pilates na prevenção de quedas em idosos 

A melhoria das condições de saúde e a crescente expectativa de vida no mundo, bem como no Brasil, acarretou o crescimento da população da Terceiria idade e com isso, a elevação da incidência de doenças relacionads a esse período de vida.

Com o envelhecimento, ocorre a diminuição progressiva do equilíbro, que consiste na capacidade de manutenção da postura estável, com ou na falta de movimento. Tal diminuição está diretamente relacionada à elevada incd~encia de quedas observada na população idosa, o que é, atualmente, uma das preocupações dos órgãos de saúde, tanto pela frequencia, quanto pelas consequências em relação à qualidade de vida.

A queda em um idoso provoca fraturas, medo de voltar a cair e consequente abandono das atividades de vida diária, imobilização e modificação dos hábitos de vida.

É possível diminuir a ocorrência de quedas com cuidados simples, como a revisão dos medicamentos pelo médico e modificações nos domicílios – retirada de tapetes, degraus e colocação de barras de seguramça nos banheiros. Outra forma de minimizar as perdas decorrentes do envelhecimento, como as quedas, é a prática de atividades físicas.

Estudos demonstram que idosos sedentários apresentam uma maior prevalência de quedas. A literatura é unânime quanto aos benefícios de uma atividade física bem orientada e balanceada para a terceira idade.

O Pilates é uma boa indicação como prevenção de quedas em idosos, já que o método enfatiza a melhoria da força muscular, equilíbrio e flexibilidade. Os movimentos suaves do pilates fazem com que a prática seja cada vez mais recomendada para a terceira idade.

Vale ressaltar que a prescrição de atividades físicas deve ser feita após a realização de uma avaliação médica criteriosa, evitando assim, o aparecimento de lesões secundárias comuns na população de idosos.

Fonte: Pilates Informa
Autor: Nadia Carvalho Machado, fisioterapeuta.

PUBLICIDADE

Five Konzept

Comentários