Pilates: eficiência do movimento

Pilates: eficiência do movimento  

Enquanto diariamente surgem no mercado fitness novas opções para a prática de uma atividade física, uma técnica antiga, com quase 90 anos de vida, vem, cada vez mais, conquistando novos adeptos. O Pilates, sem dúvida, virou uma febre e está atingindo os mais diversos públicos, de distintas faixas etárias. Até mesmo as celebridades entraram na onda, como a atriz hollywoodiana Vanessa Hudgens e a modelo brasileiríssima Luiza Brunet.
 
Conforme conta a fisioterapeuta Maísa Antunes Souza Santos, o método do Pilates tem fins terapêuticos e preventivos. Ao todo, são mais de 500 exercícios, que prometem, entre outros benefícios, o aumento da força, da resistência e da flexibilidade dos músculos corporais. “Com a atividade, o praticante treina equilíbrio e controle de movimento, melhora o padrão respiratório, além de tratar e prevenir incontinência urinária”, garante a especialista.
 
De acordo com Santos, a eficácia do Pilates e os inúmeros benefícios da técnica para o corpo e para a mente já foram comprovados por diversos autores, entre eles Bergmark (1989) e Hodes (1999).
 
As aulas do método, geralmente, são realizadas duas vezes por semana, podendo ser em grupo ou individual. “Os praticantes desenvolvem a consciência corporal, sentem-se mais leves e, principalmente, superam-se a cada aula, descobrindo o quanto são fortes, sem pressa e sem movimentos bruscos”, afirma Maísa Antunes.
 
Segundo a fisioterapeuta, com o Pilates busca-se a eficiência do movimento e a ausência de compensação muscular, que causa deformidades. Assim, a mente deve ser a mestre do corpo no momento da execução do treino. “Os exercícios começam com a realização de movimentos mais fáceis e com maior eficiência, caracterizando-se por movimentos harmônicos de forma consciente, o que melhora o equilíbrio e a coordenação”, explica.
 
A especialista ressalta, ainda, que a região limitada acima pelo músculo diafragma, abaixo pelos músculos do assoalho pélvico (períneo), à frente pelos músculos abdominais e atrás pelos músculos da região lombar sempre é ativada, antes de qualquer exercício. “Isso garante maior estabilidade e diminui o risco de lesões musculares”, completa.
 
Além disso, a prática correta da técnica está relacionada com a respiração. “A expiração deve ocorrer no momento em que o praticante realiza o esforço”, completa.

fonte: www.jmonline.com.br

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>