Pilates: inspiração e superação!

Pilates: inspiração e superação!  

O alemão Joseph Pilates, criador do método que leva seu nome, sofria de asma quando criança e tinha o corpo debilitado. Sua história poderia ter sido como a de muita gente que passou por problemas semelhantes – a impossibilidade de fazer exercícios físicos transformada em uma infância dedicada aos livros seguida de carreira intelectual. Pilates não. Ele experimentou ginástica, mergulho, esqui e boxe e encontrou formas de superar suas limitações.

Exilado durante a Primeira Guerra na Inglaterra, trabalhou como enfermeiro e começou a usar molas para ajudar os soldados mutilados a mexer o corpo. Mais uma vez Pilates estava empenhado em ir além dos limites, dessa vez dos alheios.
Essa experiência foi a base que ele utilizou para desenvolver o que seriam os aparelhos usados hoje nas aulas de Pilates.

É sobre eles (e, principalmente, com a ajuda deles) que são realizados os exercícios coreografados em ângulos exatos, ao mesmo tempo em que a respiração é controlada e o abdômen, contraído. Trata-se de um excelente método para ganhar uma barriga bem enxuta. Ele ainda torna flexíveis os músculos que sustentam a coluna, definindo melhor a postura.

O encontro da bailarina Carmen de Andrade com as aulas de Pilates aconteceu por causa de uma contusão no tornozelo, nove anos atrás. Foi procurando curar-se do problema que ela conheceu uma das mestras do método no Brasil. Carmen se apaixonou tanto pelos exercícios que se tornou professora do The Pilates Studio Brasil, onde se aplicam os princípios mais antigos do método.

Então você já entendeu: Pilates de verdade precisa de aparelhos e um instrutor exclusivo para cada aluno. Por isso, nem tente imitar em casa as posturas que mostramos aqui, sem orientação adequada. Elas estão aí para inspirar você – e convidá-la a, como Pilates, ir em busca de ultrapassar seus limites.

Fonte: gloss.abril.com.br

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text