Prática de Pilates auxilia na reabilitação de Amputados

Prática de Pilates auxilia na reabilitação de Amputados  

O Método Pilates é uma técnica de muita eficácia na reabilitação dos amputados após a colocação de prótese. Os exercícios globais trabalham a força, alongamento e melhora da sensibilidade do coto, a propriocepção, a reeducação da postura. Enfim, o método Pilates auxiliará na adaptação do corpo à esta nova condição. Por tratar-se de aparelhos com design diferenciado e com exercícios bem diversificados, o processo de reabilitação torna-se um importante instrumento motivacional para o paciente.

Entre as causas mais comuns de amputação de órgãos inferiores e superiores encontramos: traumatismos, tumores, problemas vasculares, infecções, problemas congênitos e outras. Nas faixas etárias superiores a 50 anos de idade destacam-se os problemas vasculares periféricos, com membros inferiores mais comprometidos, além daqueles causados por diabetes. Acidentes de trânsito e de trabalho são causas traumáticas significativas. Acidentes de trabalho causam em geral amputações dos membros superiores (dedos, mão e braço).

Nos casos de amputação deve haver uma avaliação fisiátrica, que compreende o primeiro passo no sentido da reabilitação física, incluindo serviços prestados por fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e especialistas em próteses. No caso de próteses, estes especialistas utilizam recursos técnicos especiais que visam a substituição parcial de um membro. A reabilitação, no entanto, deve ser considerada muito mais ampla e ter início logo após – ou mesmo durante – a colocação de uma prótese.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

One thought on “Prática de Pilates auxilia na reabilitação de Amputados”

  1. Olá!
    Estive lendo sobre como o Pilates pode ajudar a acelerar a recuperação do amputado. Gostaria de saber como vocês trabalham o amputado, com ou sem prótese, dá para colocar nos aparelhos ou só no solo? quais aparelhos? qual o nível de amputação que dá para trabalhar? Como trabalhar simetricamente para não provocar nenhum desequilíbrio muscular?
    Grata pela atenção,
    Andréa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>