Pilates ajuda a diminuir dores e tensões na gravidez

Pilates ajuda a diminuir dores e tensões na gravidez  

Ao descobrirem que estão grávidas, as mulheres tendem a mudar seus hábitos e passam a ter diversos cuidados e preocupações com a saúde. A professora de Pilates, Maria Lúcia Santos, desenvolve um trabalho especial para gestantes. Segundo a professora, “melhora da postura, exercícios para a respiração, relaxamento, e fortalecimento dos músculos em geral, principalmente das regiões pélvica e abdominal, são alguns dos benefícios trazidos à gestantes pela prática do Pilates”.

Os benefícios da atividade começam pelo trabalho respiratório muito importante para a gestante, pois diminui o nível de estresse, melhora a circulação sanguínea e também beneficia o bebê com a melhora da oxigenação no organismo da futura mamãe. Há também uma melhora significativa na postura. “Isso é muito importante para a mulher durante este período, porque, com o aumento da barriga e dos seios, algumas dores podem aparecer e ela precisa fortalecer todo o corpo para que essas mudanças não se transformem em dores insuportáveis”, afirma a professora Lúcia.

Além disso, o Pilates aumenta ainda a resistência física, mental, flexibilidade, tônus e força muscular, alivia tensões, estresse e dores crônicas, alonga e melhora a coordenação motora, melhora a mobilidade das articulações, estimula o sistema circulatório e a oxigenação do sangue, fortalece os órgãos internos e aumenta a concentração. E os benefícios vão até o parto e sua recuperação, principalmente se for um parto normal, pelo fato de ter um trabalho intenso de fortalecimento do assoalho pélvico e músculos abdominais, importantes para a hora do parto, ao mostrar a ela que tipo de força deve fazer e o momento em que deve relaxar.

Para o bebê os benefícios também são grandes e positivos, pois ao praticar o Pilates, a gestante leva mais oxigênio para ele. “Através da respiração ela relaxa mais, e isto é ótimo para o bebê. A prática da atividade física faz toda a diferença para a gestante, pois a disposição dela também melhora muito”, afirma Maria Lúcia.

Ainda de acordo com a professora, “se a mulher já praticava a atividade antes de engravidar, pode continuar, se não praticava, é indicada uma consulta médica para ter segurança e saber quando iniciar os exercícios. Se não houver nenhum desconforto ou dores, ela poderá praticar o Pilates até o final da gestação”. Apenas em casos de gestação de risco, hipertensão e diabetes a atividade não seria indicada. Mas isso também é muito relativo, por isso, a mulher deve sempre ter um acompanhamento médico.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

One thought on “Pilates ajuda a diminuir dores e tensões na gravidez”

  1. Adoro Pilates! Estou no quarto mês de gestação e os exercícios me ajudam muito. Me sinto muito bem depois das aulas e estou apaixonada… hehe… não páro nunca mais…
    Beijos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>